Excelência & Perfeição

O mundo contemporâneo reclama capacidade de adaptação. O inesperado é a única certeza e ele não deixa de ser uma incerteza. Os jovens não terão mais empregos e serão forçados a criar modalidades insuspeitas de garantir sua subsistência e à da família que vierem a formar.

A tônica do convívio terá de deixar a rispidez, a intolerância e o estranhamento por uma cordialidade polida. Para ter ambiente no futuro próximo, não bastará ouvir o outro. Será preciso se conectar com a vontade do outro. Não se cuida mais de cultivar a própria equipe, senão a de ampliar o rol dos stakeholders em busca de uma colaboração universal.

publicidade

Será insuficiente pensar só na satisfação dos familiares, dos íntimos e dos mais próximos. Cada qual será artífice de uma edificação do entusiasmo perdurável de todos os seres humanos.

Como ninguém vive sozinho ou só para si, seja qual for o trabalho que vier a exercer, caberá indagar-se de forma permanente: sinto-me bem comigo? As pessoas que estão à minha volta se sentem bem comigo? Existe alguém dissonante neste círculo próximo? Posso ajudar a resolver esse problema?

Muitas vezes o jovem que obteve diploma universitário tem de combater a arrogância, pois ela é quase irmã-gêmea da ignorância. Buscar perfeição e excelência, que são conceitos suscetíveis de contínua e dinâmica construção. Insistir nas melhores práticas e se estas não existirem, cria-las. Criatividade é um bem super avaliado na contemporaneidade. E o que se entende por melhor prática? Um método exemplar de processo de trabalho, cujos resultados sejam superiores e satisfaçam da melhor maneira possível as necessidades do destinatário.

Talvez os bacharéis nas diversas áreas nunca tenham ouvido isso em suas aulas. Mas é isso o que a vida prática deles exigirá. Focalizar seu agora com a procura do melhor nível possível de atuação, o seu amanhã, na convicção de que serão melhores se observarem as melhores práticas e acreditar numa sobrevivência digna, decente e duradoura, se persistirem firmes na consecução de seu ideal. Sem prejuízo de terem de adotar novas rotas, se as circunstâncias o exigirem. Simples assim. Levar a sério o binômio excelência & perfeição, chave para o êxito em qualquer profissão ou atividade que vier a desempenhar.

*José Renato Nalini é Reitor da UNIREGISTRAL, docente da Pós-graduação da UNINOVE e Presidente da ACADEMIA PAULISTA DE LETRAS – 2019-2020.

Comentários
Compartilhe