Reduzi extensão 

Adequando aos novos tempos, reduzi a extensão dos artigos. Parece-me serão mais eficientes.

Valho-me aqui, no novo formato, de duas expressões de Emmanuel, constantes do livro Roteiro (FEB), capítulo 25 – Ante a vida mental. A grandeza das afirmações dispensa maiores comentários:

  1. Pilares de todas as realizações: “(…) O idealismo operante, a fé construtiva, o sonho que age, são os pilares de todas as realizações (…)”.
  2. Mais apto se faz: “(…) Quem mais pensa, dando corpo ao que idealiza, mais apto se faz à recepção das correntes mentais invisíveis nas obras do bem ou do mal (…)”.
publicidade

Convido o leitor a refletir com profundidade no alcance das duas afirmações. Ambas estão no contexto das valiosas considerações do autor de que “(…) Correspondem-se as ideias segundo o tipo em que se expressam, projetando raios de força que alimentam ou deprimem, sublimam ou arruínam, integram ou desintegram, arrojados sutilmente do campo das causas para a região dos efeitos (…)”. Isso porque “(…) a imaginação não é um país de névoa, de criações vagas e incertas. É fonte de vitalidade, energia, movimento… (…)”.

Na causa maior de toda a questão, todavia, está o fato de que “(…) quantos se adaptarem ao reto pensamento e à ação enobrecedora, se fazem preciosos canais da energia divina, a qual, em efusão constante, banha a Humanidade em todos os ângulos do globo, buscando as almas evoluídas e dedicadas ao serviço da santificação, convertendo-as em médiuns ou instrumentos vivos de sua exteriorização, para benefício das criaturas e erguimento da Terra ao concerto dos mundo de alegria celestial (…)”.

Eis, pois, vasto material para ampla reflexão. Busque-se no destaque acima, as afirmações:

  1. Energia divina, em efusão constante, banha a Humanidade…
  2. Buscando as almas evoluídas e dedicadas…
  3. Erguimento da Terra ao concerto dos mundos de alegria celestial…

Não é preciso escrever mais. Já temos vasto material de estudo. O que podemos daí extrair e aprender? Deixo aos leitores o trabalho próprio e íntimo de amadurecimento de tão valiosas pérolas do conhecido autor.

– Orson Peter Carrara –

Comentários
Compartilhe